Ensino híbrido: muito mais do que unir aulas presenciais e remotas

classroom-2093744_1920Muito frequente em diferentes publicações, discursos e reflexões, o ensino híbrido tomou grandes proporções como a solução para todos os problemas pós-pandemia… Porém, muito mais do que resolver o problema de unir aulas presenciais, nas instituições de ensino, e aquelas que vão ocorrer no formato remoto, na casa dos estudantes, o ensino híbrido é uma abordagem que está inserida no rol de metodologias ativas. Isso quer dizer que há uma concepção de aluno protagonista, de aulas que valorizam o aprender a aprender, de identificação das necessidades dos estudantes com foco na personalização, que parece ficar em segundo plano quando se trata do tema. Essas concepções requerem um estudo um pouco mais aprofundado e uma reflexão sobre o papel das tecnologias digitais nesse processo. Vamos pensar um pouco sobre isso?

Papel das tecnologias digitais no Ensino Híbrido

Diferente do que foi feito agora, no Ensino Remoto Emergencial, em que as tecnologias digitais, para os alunos que têm acesso a elas, substituíram as aulas presenciais e essas aulas, de forma literal, foram transferidas para o online, no Ensino Híbrido, o papel das tecnologias digitais é outro.

As tecnologias digitais favorecem a personalização, na coleta de dados e na identificação de quem são esses alunos, quais são suas dificuldades e facilidades, e como as experiências de aprendizagem podem melhor atender ao objetivo de desenvolver habilidades e competências. Assim, as tecnologias digitais não têm apenas o papel de levar uma aula expositiva a um grupo de alunos que não está presente na escola. Reforço o que muitos outros pesquisadores têm afirmado nesse momento: se as tecnologias digitais forem utilizadas para reproduzir um sistema de ensino centrado na explicação do professor, não teremos oportunidade de desenvolver pensamento crítico, argumentação, comunicação e colaboração como poderia ser feito se as tecnologias forem bem utilizadas e realmente assumirem importante papel nesse momento. Entender os alunos como prosumers  que consomem, mas também produzem no ambiente digital, é fundamental ao elaborar o desenho do papel das tecnologias digitais nesse momento.

Tecnologias digitais deixam de funcionar como um recurso para entregar conteúdo, entregar aulas expositivas, mas para funcionar como mais um elemento mediador da aprendizagem. Assim, as experiências digitais passam a ser construídas como possibilidades de buscar a personalização da aprendizagem.

Papel do espaço, do educador e dos demais estudantes no momento presencial

O espaço presencial pode, nesse modelo híbrido, facilitar a interação entre as pessoas: esse é o grande benefício do retorno, considerando todos os cuidados sanitários decorrentes desse momento. Mesmo com o distanciamento necessário no presencial, há experiências que podem ser organizadas para que o que foi produzido no momento remoto, por meio das tecnologias digitais, atinja um novo patamar de reflexão sobre conteúdos, procedimentos, valores. Qual seria o motivo de retorno às aulas se não para aproveitar a oportunidade de interagir com outras pessoas? Assim, repensar o papel do educador, dos estudantes, e dos espaços é fundamental!

Para saber mais:

Curso online: Metodologias ativas – intensivo de férias

 

Publicado por Lilian Bacich

Doutora em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano (USP), Mestre em Educação (PUC), Pedagoga (USP) e Bióloga (Mackenzie), professora de Ensino Fundamental, Ensino Médio. Coordenadora de curso de Pós-graduação em Metodologias ativas no Instituto Singularidades. Organizadora dos livros: Ensino Híbrido: personalização e tecnologia na educação; Metodologias ativas para uma educação inovadora. Cofundadora da Tríade Educacional. www.triade.me Contato: bacichlilian@gmail.com

8 comentários em “Ensino híbrido: muito mais do que unir aulas presenciais e remotas

    1. Muito bom o vídeo. É preciso que haja mudanças na forma de ensino, tornar o ensino mais atraente, mais dinâmico e o aluno como protagonista. Pela falta de infraestrutura em nossas escolas públicas, creio que teremos uma grande batalha pela frente, mas se faz necessária.

  1. É importante repensar em novas formas de ensino, como o ensino híbrido, porém, o meio no qual estamos inseridos não dispõe de recursos para essa nova realidade, assim sendo, o ensino precisará ser reestruturado.

  2. Muito bom o vídeo. Sempre tenho em mente, que mesmo que isso não seja uma nova metodologia ou método de ensino, que isso seja compartilhado com os alunos também, pois muitas vezes o professor sozinho não consegue fazer essa mudança, pois não somente os professores, mas também os alunos têm dentro de si o ensino tradicional, pois para alguns deles é confortável apenas estar em sala de aula e não precisar fazer muita coisa, então se assim como temo ajuda de profissionais nos direcionando nas mudanças na educação, que pudéssemos ter alguma ajuda para com nossos alunos no entendimento dessas mudanças

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: